Entrevista Chryslane Pacelli

Chryslane Pacelli, 19 anos.

Eu trabalho dando aula de dança e também sou modelo comercial.


cris 2

O maior preconceito veio na época de escola, em relação ao meu cabelo crespo, mas até hoje escuto coisas do tipo:  “ah, você quer um pente.” ou ” Ah, você levou um choque?”. Cada um tem seu estilo e tem pessoas que não respeitam isso. Onde eu moro tem muito gente da igreja, e mesmo quando eu passo o pessoal ainda fica falando muito.

Mesmo falando “por trás” da gente, dá ouvir bastante o que eles dizem. Geralmente o que mais escuto é: “Ah, cabelo feio”. A gente se sente mal, algumas pessoas acabam se isolando ou aderindo a mudança. Mas no meu caso não, eu procuro seguir em frente e ser feliz do jeito que eu quero. As pessoas sempre perguntam: “Porque você não alisa o cabelo?!” ou “seu cabelo está feio assim, porque você não muda?!”, o povo não entende que eu simplesmente não quero mudar.

cris 3

É complicado. Eu coloquei uma coisa na minha cabeça: você tem que acreditar em si. Tudo o que as pessoas falam ou pensam não pode lhe afetar, você tem que ser o que quiser ser e acabou.Um dia alguém vai gostar, você vai achar alguém que te ache interessante e bonito assim como você é.

cris 4

As pessoas precisam parar com essas coisas e aceitar mais as pessoas do jeito que elas são e não ficar com esses preconceitos.

Isso machuca muito a gente,não dá pra fingir que tá tudo bem, mas por dentro a pessoa fica muito magoada.

Se a gente não tiver uma auto-estima, não souber lidar com isso, acaba ficando mais triste e se isolando. Não ligue pro que as pessoas falam , acredite em si. Se você tem um foco, você corre atrás dele, e você vai ficar com isso porque é o que você quer.

A partir do momento em que você liga pro que os outros falam, você acaba deixando de ser o que você é, pra ser o que as pessoas querem. Acredite mais em você, se você acha que está legal assim é porque realmente está. A pessoa tem que te aceitar do jeito que você é, não precisa mudar.

cris 5

♬) Uma música que quebra o meu silêncio é:  Júlio Uçá @ Cabelo de mola.

Anúncios

2 comentários sobre “Entrevista Chryslane Pacelli

  1. Tive uma namorada que se preocupa com o cabelo.Vive na chapinha e sofre com a opinião alheia.
    Aceito ela com chapinha sem seja como for.Mas o fato foi se agravando tanto que ela terminou a nossa relação.
    Ela sabe até hj que ñ tem problema comigo.Acho ela linda como for.E tô nem aí pra opinião pública.

    Curtir

  2. Parabéns Chryslane, foram lindas palavras, concordo contigo .rs
    Tanto que penso do mesmo jeito.. Quem me dera se todos pensassem como você. O mundo seria bem melhor…
    Pois nos dias de hoje, ja não se vê mais respeito , gentileza e nem amor ao próximo . Mais ao invés disso Ninguém se olha, nem se ajuda e nem respeita opinião dos outros.
    Mais é claro que nao são todos.
    Sao poucos que fazem a diferença.!!
    Mais respeito todas as opiniões.✌️

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s