Entrevista Karla Sayonara

Karla Sayonara Sassaki Mota, 26 anos.

BodyPiercing


karla 1

Tenho muita história para contar. Geralmente são de pessoas religiosas. Acontece de eu passar na rua e as pessoas querem me evangelizar, me exorcizar, dizem que eu não tenho Deus no coração, dizem também coisas do tipo: “você é tão bonita, como você vai arrumar um marido desse jeito?”.

karla 3

Algumas pessoas acham bacana, perguntam onde eu faço tatuagem, como foi que eu pintei o cabelo. Mas, a maioria olha meio assim de lado quando eu passo nos cantos, principalmente quando é um lugar mais formal.

Eu procuro não prestar atenção no que as pessoas falam. Por exemplo, quando eu estou andando na rua, eu coloco o fone de ouvido, sigo meu caminho. Tem dia que falta um pouco de paciência.

karla 4

Já é do ser humano mesmo pré-julgar. Da mesma forma que olham pra mim e dizem que sou drogada e satanista, às vezes eu mesma vejo alguém na rua com o short muito curto e penso: “Será que essa menina é decente mesmo?”. Então, sofrendo isso, eu procuro levar para o meu caráter para aprender a não fazer isso com as pessoas, procuro conhecer primeiro mesmo, para evitar esse julgamento por aparência.

karla 5

O que eu digo para as pessoas que sofreram algum tipo de preconceito é que respire fundo e siga em frente porque, infelizmente, isso não vai acabar. Seja no dia a dia, no mercado de trabalho, o importante é se sentir feliz com a aparência que você tem.

karla 2

♬) Uma música que quebra o meu silêncio é: As músicas da banda Tankard, da Alemanha.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s