Entrevista Manoel Nóbrega

Manoel Vitor Nóbrega, 22 anos.

Sou estudante de Teatro.


QOS 2

Preconceito, assédio, essas coisas eu não sofri tanto. Sempre fui magrinho e já passamos por isso durante a infância. Depois, eu me assumi gay para os meus amigos, e até hoje tem sido muito tranquilo. Apenas poucos problemas, um homem no bar já chegou a gritar, me xingando. Esse é o tipo de coisa que eu já passei.

Quando eu estava passando por essa fase, em 2010, eu só havia assumido a minha opção sexual para os meus amigos. Mas em casa, era outra coisa. Acabou que meu rendimento na escola caiu. Eu estava desenvolvendo uma depressão que eu não sabia que tinha.

Com essa depressão e as coisas acontecendo, acabei tentando um suicídio e quase morri. Depois eu entrei no CAPS, entrei no tratamento, comecei a tomar antidepressivos, a ser cuidado por psicólogos, ir a encontros com outras pessoas com depressão e outros problemas.

QOS 1

Acabei conhecendo e vendo qual era o meu problema, o que era a minha depressão e que eu podia lidar com aquilo. Com o tempo, eu fui vencendo. Parei de tomar os remédios, e fui superando tudo aos poucos. Isso tudo afeta muito a família, o meu pai ficava assustado e com medo, e não entendia nada. Todo mundo achava que eu estava bem, até queriam que eu me aposentasse, mesmo novo. Superei, voltei a estudar, entrei numa faculdade.

No começo, minha família não queria que eu saísse de perto. Eles também acabaram tendo problemas. Meus amigos não se afastaram de mim, eu tive essa sorte de ter todo mundo perto. O problema era mais dentro de mim, era a necessidade que eu tinha de aprender a lidar com a situação. Entender por que eu fiquei com medo, por que eu me culpava por tudo, por que eu sentia que atrapalhava a vida de todo mundo. Fui aprendendo a lidar com a situação e quem estava próximo de mim também foi aprendendo. Me mostraram que eu conseguia superar. Todo mundo consegue!

QOS 3

Como não era uma coisa visível, eu nunca tive problema. Tive problema no meu desenvolvimento, pois, eu acaba não estudando nem trabalhando e atrapalhava. Eu não conseguia, as pessoas não entendiam porque eu não conversava com ninguém. Era difícil.

QOS 4

Quanto ao fato de eu ter me assumido gay, foi super tranquilo. Sou super aberto, não tenho problema nenhum, sempre converso sobre isso. Alguns demoraram um pouco para se acostumar, tomaram um susto, mas depois, foram se acostumando. Entre amigos é super normal. Para a família é algo mais difícil de digerir, de aprender a lidar como ter um filho gay. Eu já passei por situações em casa de muita tensão, de muita briga. Mas, aos poucos, vão aprendendo a conviver.

Ter sido vítima do preconceito mudou sim a minha forma de compreender tudo. Me incentivou a mostrar para as pessoas que isso tudo é muito infantil. Ou eu dou risada de quem fez uma brincadeira dessa, ou eu ignoro, deixo para lá. Eu não sei, porque eu nunca passei por algo muito sério, mas se um dia acontecer, eu acho que estarei preparado para passar por aquilo.

QOS 5

Um objeto que me define é o meu sapinho, porque ele sempre está comigo, é meu companheiro. Faz parte da minha identidade.

A mensagem que eu posso deixar para as pessoas que passam por situações como a minha é que não tenham medo. Que converse, que tente falar com alguém, que não guarde para você. Converse com seu irmão, com seu amigo. Você não pode prender isso dentro de você. Se está triste, está sofrendo, você precisa conversar. Se não consegue lidar com determinada coisa, talvez conversar com alguém que entenda um pouco mais possa te ajudar.

♬) Uma música que quebra o meu silêncio é: Speechless – Lady Gaga

Anúncios

Um comentário sobre “Entrevista Manoel Nóbrega

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s